Acesse sua conta !

Açorianos 2009

24





Teatro de Arena – Palco de Resistência, de Rafael Guimaraens, venceu o Prêmio Açorianos como Livro do Ano de 2008, juntamente com Machado e Borges, de Luiz Augusto Fischer (Editora Arquipélago).A premiação ocorreu na noite de 15 de dezembro, no Teatro Renascença em Porto Alegre, quando foram anunciados os vencedores das diversas categorias.

Teatro de Arena, editado pela Libretos, com patrocínio da Eletrobrás, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, ganhou na categoria Especial, destinado a livros de não-ficção. Ao final da cerimônia, o secretário municipal da Cultura de Porto Alegre subiu ao palco para revelar o nome do Livro do Ano. Pela primeira vez, o júri optou por escolher dois vencedores, que vão dividir o prêmio de R$ 10 mil.

Lançado no final do ano passado, o livro da Libretos resgata a trajetória do Teatro de Arena de Porto Alegre, principal reduto de resistência cultural à ditadura militar, durante a década de 70. Teatro de Arena – Palco de Resistência tem design de Clô Barcellos e apresenta fotos de montagens, reprodução de cartazes e trechos de peças censuradas.

Em sua 15ª edição, o Prêmio Açorianos de Literatura é o principal concurso literário do Rio Grande do Sul. Os vencedores recebem uma estatueta criada pelo escultor Xico Stockinger. Com os dois prêmios, a Libretos conta com sete troféus. Já havia vencido o Açorianos de Poesia, com Dispersos, de Eduardo Guimaraens (2003) e de Crônica, com Morcego em Paris, de Carlos Rafael Guimaraens (2007). Clô Barcellos recebeu três vezes o Açorianos de Design pelos livros Farrapos e Astrologia, o cosmos e você, ambos pela RBS Publicações, e Margs 50 anos, para o Museu de Arte do Rio Grande do Sul.







Aguas do Guaiba

neve
sobe-desce
video_prev
ass1 ass2 ass3