origens da polêmica

O dilema existe desde a chegada do renomado botânico francês Auguste Saint-Hilaire a Porto Alegre, em 1820. Ao observar o enorme reservatório do Guaíba, anotou que seria um lago ou lagoa, no que foi contestado pelo então governador da Província, José Maria Rita de Castelo Branco: “Nós chamamos de rio”. Sem que houvesse uma decisão oficial, o Guaíba foi chamado de rio até o final da década de 1950, quando um Congresso da Associação dos Geógrafos Brasileiros descartou essa designação. Uma comissão nomeada pelo governador Amaral de Souza, em 1980, concluiu que o Guaíba é lago e esta é a posição em vigência. A polêmica é retomada diante dos projetos de ocupação da orla, em função das diferenças legais para a dimensão das áreas de proteção ambiental: 30 metros, no caso de lago e até 500 metros para os rios.

Marco Nedeff

Marco Nedeff